Aliamos turismo à conservação da biodiversidade e à cultura bijagó

O Orango Parque Hotel é gerido pela Associação Guiné Bissau Orango, uma entidade espanhola sem fins lucrativos que participa num projeto de desenvolvimento do ecoturismo nos Parques Nacionais da Guiné-Bissau.

Os nossos pilares

Combater as alterações climáticas e o seu impacto

  • Utilizamos painéis solares para satisfazer uma boa parte da energia que necessitamos.
  • Reduzimos ao máximo a utilização de embalagens de plástico e optamos por materiais duráveis, que possam ser reutilizados.
  • Fazemos bom uso dos 3 “R”: reduzir, reutilizar e reciclar para minimizar a nossa pegada no parque natural.
  • Transformamos latas de alumínio de refrigerantes em talheres, com a ajuda de um ferreiro local.

Conservação do meio marinho

  • Utilizamos motores fora de borda 4 tempos nas nossas embarcações, o que permite reduzir drasticamente o nível do ruído gerado e o nível de contaminação proveniente dos gases de escape, de forma a diminuir o impacto sobre as espécies marinhas.
  • Apoiamos a apanha de marisco sustentável (respeitando os períodos de reprodução das espécies)
  • Colaboramos em projetos de conservação de espécies marinhas, como o manatim africano ou o hipopótamo.

Proteção de ecossistemas terrestres e marinhos

  • Desenvolvemos projetos para melhorar a coabitação entre a povoação local e a fauna, preservando assim a natureza.
  • Construímos plataformas elevadas de embarque e desembarque com madeira local para proteger o mangal das nossas pegadas.
  • Todos os resíduos orgânicos da cozinha são compostados ou utilizados para a alimentação do gado local.
  • Transformamos latas de alumínio de refrigerantes em talheres, com a ajuda de um ferreiro local.

Fomentar o crescimento económico, oferecendo um trabalho estável e de qualidade

  • Todo o nosso quadro de pessoal é local, como cozinheiros, pessoal de limpeza e guias, e promovemos a sua formação e desenvolvimento profissional no setor do turismo.
  • A nossa boutique dispõe de uma grande oferta de artesanato local da autoria de diferentes artesãos da Guiné-Bissau, promovendo deste modo a preservação de empregos tradicionais.
  • Apoiamos a economia da Guiné-Bissau trabalhando com fornecedores locais que nos abastecem desde alimentos e bebidas até objetos de arte e atividades, que disponibilizamos aos nossos clientes.

Apoiamos a educação e a formação como um dos principais pilares para o desenvolvimento autónomo local

  • Damos formação a todos os nossos trabalhadores para oferecer-lhes novas oportunidades para um emprego digno e de qualidade.

  • Formamos pessoas interessadas no desenvolvimento do turismo local.
  • Promovemos Workshops formativos nas aldeias das ilhas Bijagó sobre temáticas fundamentais, tais como a saúde, para impulsionar o desenvolvimento autónomo local.

Inclusão da população e cultura local

  • Somos uma parte integrante do Parque Nacional de Orango e da sua população, não temos fronteiras físicas ou sociais.
  • Respeitamos os usos e costumes tradicionais, participando ativamente nas festas populares e nos eventos culturais celebrados nas aldeias.
  • O nosso hotel não está delimitado e convive abertamente com a natureza e os seus habitantes.

Os nossos ODS

Conservar e usar de forma sustentável os oceanos, mares e os recursos marinhos:

preservando a costa e os seu mangais, construindo plataformas elevadas para não danificá-los, promovendo a utilização das artes de pesca tradicionais.

Gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação e deter e inverter a degradação das terras, assim como a perda da biodiversidade:

mobilizando recursos financeiros provenientes de todas as fontes para conservar a biodiversidade natural e cultural. Promovendo a gestão sustentável dos recursos naturais.

Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades:

apoiando missões de trabalho de médicos e enfermeiros. Sensibilizando sobre higiene pessoal e laboral face a possíveis doenças.

Garantir uma educação inclusiva e equitativa de qualidade e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos:

reabilitando escolas e jardins de infância.

Igualdade de género:

formando homens e mulheres, trabalhadores do OPH, para investirem o seu futuro no setor do turismo.

Trabalho digno e crescimento económico:

oferecendo um salário digno para que possam viver de forma sustentável nas ilhas. Identificando projetos para a capacitação e promoção do emprego relacionado com o setor turístico, envolvendo diversos atores, ONG locais, guias freelance e entidades públicas e particulares.

Quer saber mais sobre como atuamos?

Decálogo dos viajantes

Partilhe o nosso decálogo nas suas redes